Deixe a luz passar!

Deixe a luz passar!
Fiat lux!!!

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

A Data!

Caros amigos blogueiros, não me tomem como um insensível diante de data tão importante para o mundo ocidental e cristão. Mas, tenho que dizer o que penso. É minha identidade.

Tento não agredir outras culturas e crenças. No entanto a vida tem mostrado que essa tarefa é das mais difíceis, senão impossível, dadas as várias formas de interpretação proporcionadas por essas culturas e crenças, as quais também estou afeto e sem contar o mundo mercantil que nos move a todos.

Hoje recebi várias mensagens de bons votos de Natal e Ano Novo. Fiquei sensibilizado com todas, porque demonstraram a lembrança de que nossas almas se encontraram e se identificaram de algum modo. Então, eu pensei em postar uma mensagem que falasse um pouco do modo como penso e ajo em minha vida, contando o tempo intra-uterino, de mais de meio século de existência.

Não dou muita importância a essas datas, penso que são apenas marcadores temporais. No entanto, se é nesse período que boa parte da humanidade se concentra em querer bem e anunciar isso abertamente ao mundo, não serei eu a ir contra jamais, mesmo achando que podemos e devemos fazê-lo durante todos os dias de nossa existência. E podemos mesmo. Ontem, hoje e sempre.

Ora, não posso perder a oportunidade de dizer o que já disse de modo resumido a alguns. Por isso, vou me lembrar de fragmentos de nossa relação nesse mundo virtual. Não pretendo citá-los, mas sim, de maneira geral dizer o quanto me sensibilizaram suas manifestações de atenção.

Minha primeira postagem fez com que a Lana, uma amiga virtual bem real, comentasse e me indicasse a ler no Jardim de Urtigas, de um amigo seu. Fui e gosto muito de ir, já te disse, não é Carlos? Ao chegar lá me deparei com outros que visitei sem convite, mas fui bem recebido e acabei me aconchegando ao lugar e às boas prosas e poesias muitas, as quais levaram a outras. Com alguns travei mais contato e trocamos bons momentos em mensagens fora dos blogs. Compartilhamos um pouco de nossos momentos pessoais e privados, como bons irmãos e irmãs. Em um momento apenas senti-me indignado e ecoei minha indignação, talvez fruto do momento de tensão a que todos de um modo ou de outro tenha sofrido nas circunstâncias impostas. Penso que tudo possa ser revisto e a qualquer tempo, somos todos lados de uma mesma moeda.

Estamos todos espalhados por esse mundão, como agulhas em palheiro, mas conectados pelo coração!

Agradeço o carinho e a atenção que dispensaram a mim e ao que ousei escrever. Peço a todos que, em nossas crenças religiosas, dispensemos, em particular, uma oração, mentalização, meditação, o que quer que seja, à Regina Coeli, Deusa Odoiá, pois foi postado em seu blog que ela se encontra hospitalizada. E, também, que direcionemos nossos melhores pensamentos à paz que em nós habita, para a construção do que melhor pudermos oferecer ao outro e à nave Terra.

Essa é a mensagem de fim de ciclo que deixo aos amigos e a tantos quantos venham a lê-la.

Spera e sua linda família a me receber em um dia qualquer, de um ano qualquer, mas com a alegria de sempre.
Sinto-me desse jeito com vocês!

Um fraterno abraço em todos vocês, companheiros blogueiros e familiares.

Paz!!!

9 comentários:

  1. Olá Zé!

    Mais uma vez eu digo e repito que vejo aqui uma pessoa de personalidade. Gostei de suas palavras e as respeito com muito orgulho. O Natal é uma data que me deixa triste e também comentei em meu Blog sobre isso. É uma data mais capitalista do que de fraternidade real.

    A cada ano que passa eu vejo as famílias mais desunidas do que antes. Cada um comemora ao seu jeito hoje em dia. Um pena...

    Achei sua postagem bela por suas palavras. Tem um tom verdadeiro e sábio.

    Desejo a você um FELIZ TODOS OS DIAS! Porque esse espírito de fraternidade deve existir todos os dias e não somente em uma única data!

    Abraço apertado!

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da sua mensagem de Natal, da foto da familia.
    Uma mensagem vinda do coração.
    Que esse sentimento de natal que nos embala continue em todos os dias do próximo ano.
    felicidades, saúde e paz.

    abraços

    ResponderExcluir
  3. muito legal sua palavra, sua mensagem. Gostei muito.

    Um abração.

    Estamos ai.

    ResponderExcluir
  4. Oi Zé,
    alegro-me por ter um pouquinho de você no meu florescer. E, que bom esse seu jeito despojado de ir dizendo o que fala ao coração. Gosto de pensar que esse é um tempo marcado pelos humanos para dar uma pausa, uma respirada maior - aquela que vai lá no diafragma - para oxigenar o que se pensa ser o começo, outra vez. Dia desses, postei Drummond, falando dessa invenção de tempo em meses. Foi bom!
    Então, amigo. Que se faça Vida em todos os seus dias e que a Paz, o Amor, a fraternidade aconteça, sempre.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  5. Oi Zé

    Dentre as boas coisas que me ocorreram neste ano que se encerra, uma delas foi ter te conhecido...
    Obrigada pela presença, pelo carinho, pelas palavras amigas.
    Obrigada por existir!
    E continue escrevendo o que sente, nisto está a magia da sua escrita, que nos prende a todos.
    Feliz Natal!

    (Soube que a Regina, A Deusa, já está em casa convalescendo...)
    beijo

    ResponderExcluir
  6. Zé,
    Para Deus mil anos ou mais são como um dia, inteiramente iguais.
    A véspera do ano novo somente adquire profundo real significado quando significa uma despedida definitiva da teia, do ser do tempo.
    Contudo, somente uma vez, celebrareis uma noite destas, e essa única vez é suficiente.
    Cada dia de cada ano podemos realmente celebrar a véspera do ano novo, decidindo seguir o Caminho - do amor, da compreensão, da tolerância, da paciência, da solidariedade, da humildade, da paz, etc.
    Então, realmente, poderemos rejubilar-nos: "Tudo o que é velho passou; vede, tudo se fez novo."
    Cada dia podemos começar a celebrar a nossa despedida do que é velho.
    Cada dia podemos usá-lo para fazer um início totalmente novo.
    Cada dia podemos livrar-nos das garras dos vícios, da morte.
    Eu desejo para vc, sua família e todos os seus amigos blogueiros ou não "Um bem-aventurado ano velho e novo!"
    Que, mediante a mudança interna, possamos passar do velho para o novo.
    Viva!

    ResponderExcluir
  7. Oi Sumido Zé!!!!hhahahaa

    Meu caro,

    Mesmo não tendo todos a mesma religião mesma convicção , mesmo time de futebol, temos que respeitar os outros, se o mundo inteiro pensasse igual iria ser uma ( desculpe o palavrão que vou escrever agora!) Puta monotonia não acha?
    Vc é o que é, e se mostrou uma pessoa generosa, alegre e cativante aos meu olhos.
    E sempre muito simpático!
    Te desejo um ótimo Natal, um MARAVILHOSO 2009!!!!
    bjus

    ResponderExcluir
  8. Oi, meu amigo Zé

    continuo sem net, por isso estar aqui é um verdadeiro presente de Natal.

    Obrigada por essa mensagem, adorei!

    Eu gosto muito do mês de dezembro pois ele me remete a linha de chegada: final de mais um ano.
    O Natal, dia 25, é só uma oportunidade para estarmos junto de quem gostamos.


    Bem, aproveitando que estou aqui na net, quero agradecer por sua amizade e seu carinho em cada comentario que deixou no meu blog.

    Tenho certeza que o novo ano lhe trará novas amizades e conquistas pessoais e que Deus lhe concederá tudo de bem e de bom em 2009.


    Fique na Paz!

    beijo de sua amiga paulista

    ResponderExcluir
  9. Oi, moço !!

    - obrigada!!
    é são só coisas que tento entender.
    Porã significa "bonito"
    Tiê eu não sei
    mas sei que nome proprio indígena
    eu acho lindo e queria que fosse meu mesmo .
    a proposito me chamo juliana
    = ]
    ser avô é ?? Primeira vez que vejo isso
    pode olhar sim
    eu fiz o blog mesmo pra eu escrever mas nõa tinha interesse que alguem fosse ler nem esperava
    onde achou??
    - beijos!!

    ResponderExcluir

Comente o que leu e tudo que julgar importante do seu ponto de vista, contido no blog. Sua opinião é valiosa para mim e me ajudará a aperfeiçoá-lo, bem como a mim mesmo. Obrigado. Valeu!!!