Deixe a luz passar!

Deixe a luz passar!
Fiat lux!!!

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Pedido atendido?!?!?!

Há uma certa desconfiança que me ronda. Não saberei explicar o que é, mas está lá no âmago das minhas inquietações. Os meus instintos tentam uma comunicação com minha ignorância consciente e desistem; eu sinto isso. O que fazer? Nada. Não há o que fazer. Apenas esperar e depois dizer: eu sabia que algo não ia bem, só não sabia o que era.

Bem, agora que já disse isso, sinto-me um pouco mais leve, porque saberei, lá na frente, no futuro, que pressenti o que não sabia. E se nada acontecer, terei esquecido. Então ficará o dito pelo “não feito”, pelo “não acontecido”, enfim, pelo dito, apenas.

Como sou um bom amigo, aí está a prova de que minha inspiração não anda boa. Os estímulos até chegam, mas as idéias não coadunam, não saem em harmonia; antes, se perdem em mal fadados lampejos, incoerentes, insanos, medíocres, menos ainda, pequenos, ínfimos mesmo. Sei, não era isso que você pedia, era? Claro que não. O que você queria era uma obra-prima: um conto, uma novela, um poema ou um romance - esse eu sei que você queria, e como queria. Mas eu só posso dar o que sou e tenho. Sou medíocre e é isso que tenho agora: coisas medianas. Assumo. Quer saber? Não tenho qualquer tipo de pretensão de ser diferente. Aliás, gosto de ser como sou e de ter o pouco que tenho. E, blá, blá, blá, blá...
As idéias? O que tem as idéias? Meros argumentos que mantêm a ligação, e ponto. Cheguei a essa conclusão só, sem ajuda. Viu como sou esperto? Não, não sou mesmo, é verdade.

Posso te ofertar uma flor? Aceita, é virtual, não tem perfume e nem espinhos. Não, não sei seu nome. Mas sua beleza é paupável, de tão densa que é.

Mais uma coisa: onde moram suas verdades?

26 comentários:

  1. Oi Zé!

    Sua personalidade forte me abre um sorriso. Porque gosto de pessoas assim... Com personalidade e falam o que pensam e ponto.

    As vezes as pessoas esperam sempre que sejam recebidas com flores e tapete vermelho. Mas tem dias que um bom desabafo e algumas palavras presas na garganta, fazem nosso dia ficar um pouco melhor!

    Estarei do seu lado contra suas inquietações...

    Abraço Zé e relaxa amigo.

    ResponderExcluir
  2. Menino de Deus!
    saber que a gente pode oferecer ao outro o que somos e o que temos, é divino. É... seu texto me faz refletir: mesmo sabendo, por vezes desejo receber o que não está disponível no outro.
    Bom te ler agora, Zé.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Hummm..

    As vezes nos falta a inspiração por que procuramos sempre agradar os outros e esquecemos de agradar a nos mesmos, principalmente em um blog, que tudo é tão pessoal.

    Não sei exatamente para quem era a flor, acredito que era para todas as pessoas que entram aqui..

    Aceito-a principalmente pq essa vem sem espinhos...

    Bjo..bom final de semana..

    ResponderExcluir
  4. Despretensionamente escrita, aqui está uma deliciosa crônica. Assim mesmo. A conclusão ficou ótima.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Belíssima crônica, e de medíocre vc não tem é nada, viu "Seu Zé"?
    Amo seu modo de dizer o que pensa, sem rodeios, se expondo sem vergonhas... talvez por sermos bem parecidos (rs)
    beijo e ótimo fim de semana

    ResponderExcluir
  6. ...o outro,
    sempre o outro como parte de nós.

    O OUTRO pode ser o espelho
    da minha desgraça,
    ou o anjo que me abraça.

    pode ser o risco da incompreensão,
    ou o abrigo do meu coração.

    pode ser o vazio de uma rejeição,
    ou a dádiva de uma emoção.

    pode ser a aridez de uma reprimenda, ou o limte
    que me enfrenta.

    pode ser a fonte das minhas
    necessidades,
    ou a luz da minha liberdade.

    enfim,
    os outros nada mais são que
    pedaços de mim,
    e que assumem outras identidades
    todas as vezes que eu deles
    me afastar.

    muahhhhhhh

    ResponderExcluir
  7. Oi Zé,

    Queria te agradecer pelas palavras e pelo apoio! Como sempre vc tão carinhoso....OBRIGADA!

    Quanto a ter o que ofertar, oferte o que você é, o que tem no momento, seja o que você é, não queira agradar ninguém....
    Seja lá o que vc for no dia, um romance, uma comédia, ou até cinema cult.Apenas seje vc!
    beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Diremos, que como bom Alentejano não percebi patavina... Mas vou voltar com mais tempo... para ver se chego lá...principalmente ao blá,blá,blá.

    Deu para sorrir do descarte...

    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Sabe, gosto da sua forma de escrever. Da forma que vem. Sempre está recheada de conteúdo.

    Me pareceu uma conversa mental. Fiquei em dúvida em alguns momentos, mas justamente pela forma inteligente de escrever. Por exemplo: quem é densa e perfumada? São momentos assim que um bom escritor leva o leitor a pensar.

    "Mas eu só posso dar o que sou e tenho.Sou medíocre....."

    Penso que quando nos damos como somos é muito bom. Cabe ao outro conhecer.

    Quando tiver sem inspiração garimpa os seus comentários, sempre são comentários muito bons. Gosto de ler eles.

    bom final de semana!

    ResponderExcluir
  10. Puxa ficou perfeito esse texto, muito bem escrito, ficou ótimo o final... a parte das rosas... magnifico.

    Zé, eu dei uma escondida no The Young Writer até acabarem as férias, pois quero, esse fim de ano, falar mais de mim, do que me envolve, espero que você esteje sempre lá, ok? E já está 'linkado' novamente ^^

    Abraço!

    http://colunadothiago.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Olá querida Amiga, Adorei o texto... Lindo Amiga!
    Bom fim de semana... Beijinhos de carinho e ternura,
    Fernandinha

    ResponderExcluir
  12. Todos os momentos e situações da vida são importantes e não há pq dizer q no momento não está escrevendo o q queria ou gostaria q os outros lessem..a fase é essa, os pensamentos são esses e não são por mero acaso.

    obrigada pela flor, é virtual, mas vem com sentimento muito real...minhas verdades?...minha conciência as dita.

    bjos carinhosos!

    ResponderExcluir
  13. inspiração?
    precisa disso!?
    rsrs...

    Entendi...acho que é isso que me falta.
    até...

    ResponderExcluir
  14. Oi Zé,

    É isso aí seja vc mesmo! Só que tem uma coisa, tomara todos fossemos iguais a vc com verdades e opiniões próprias. Vc é muito inteligente! Impiração? Também é o meu problema atual com a escrita e pior as fotografias. Ah deixa pra lá eu quero é saúde. Abraço

    ResponderExcluir
  15. Zé, este texto é um daqueles do tipo "reflexões sem dor". Aposto que não usou sequer uma vez a tecla backspace. Por conseqüência, são os mais verdadeiros, escritos pela alma.
    Continue sem inspiração e sem pretensões. Nós, seus amigos e leitores, agradecemos.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  16. A verdade é tão crua como as ditas antes mesmo da pergunta final. Ela pode até incomodar os alheios aos versos e ditos, mas certamente enobrece o mais singelo pensar.

    Estou aqui sempre meu caro.

    Abçs,






    Novo Dogma:
    puni(A)ção...


    dogMas...
    dos atos, fatos e mitos...

    http://do-gmas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Ó Zé! Não há nada de mediocridade, até porque vc é socrático, por excelência. É da natureza humana ofertar o que se tem e o que se quer, portanto nada de desassossegos grandes.
    A flor, mesmo sem perfume, dá um colorido diferente na tela e eu já deixei aqui, no imaginário, para saber da sua sensibilidade, sempre.
    As verdades, não raro, moram no interior mais profundo de cada um de nós.
    Bom dia para vc!

    ResponderExcluir
  18. Oi Zé,

    Estou passando para agradecer o carinho de sempre!
    vc é sempre muito gentil, obrigada!
    bjus

    ResponderExcluir
  19. Oi, Zé

    Que bom que hoje consegui entrar na net (ou ela em mim, ou navegar...bem), vim te ler. kkkk

    Sabe, as minhas verdades estão no meu coração. Na verdade, nem sempre são verdades, mas são coisas que sinto e que digo/escrevo.

    As suas também estão nesse órgão tão necessário e distituido de lógica, somos emoção.

    Adoro vir aqui e me deliciar com os dedacinhos de você. Nós somos. Isso que importa.

    Se amanhã ou depois, quem sabe, eu tiver net... voltarei para receber mais uma flôr.

    obrigada, essa, a de hoje, guardarei comigo.


    beijo, meu amigo

    ResponderExcluir
  20. Ser o que se é, já basta Zé! Seja você sempre!

    ResponderExcluir
  21. Meu querido Zé
    Nâo sei de qual aprendizado esppecífico de Jesus vc se referia, mas foram tantos...
    Hoje foi um e ainda está doendo.
    beijo

    ResponderExcluir
  22. As verdades, acho que na verdade elas andam escondidas dentro da gente...mas doidas para se libertarem...Agora feliz os que conseguem enxergar isso de forma consciente...um abraço amigo...boa semana

    ResponderExcluir
  23. As verdades, acho que na verdade elas andam escondidas dentro da gente...mas doidas para se libertarem...Agora feliz os que conseguem enxergar isso de forma consciente...um abraço amigo...boa semana

    ResponderExcluir
  24. Guardamos nossas verdades para quando não acreditarmos em mais nada...
    Belas palavras amigo.

    lindo dia
    beijos

    ResponderExcluir

Comente o que leu e tudo que julgar importante do seu ponto de vista, contido no blog. Sua opinião é valiosa para mim e me ajudará a aperfeiçoá-lo, bem como a mim mesmo. Obrigado. Valeu!!!